Deus é Fiel Deus é Fortaleza Jesus a Paz que o Homem Precisa! O Amor de Deus ...

Por que Igreja?

A igreja é idéia de Deus. Ele criou a Igreja para encorajar e ajudar os crentes, a fim de que eles possam servi-lo e concretizar sua obra na Terra. As Assembléias de Deus crêem que a igreja local é o núcleo vital para o ministério eficaz.

A igreja local não pode ser confundida com o templo (prédio) ou com suas instalações. A Igreja local é uma rede de pessoas comprometidas em realizar o trabalho de Deus.

Cremos que a igreja tem três objetivos claros: (1) conduzir os perdidos a Cristo; (2) propiciar um ambiente para a comunhão em suas vidas valores idênticos ao amor a Deus; e, (3) de modo eficaz, preparar e alimentar espiritualmente os crentes.

Sentimos que, se como crentes temos que preservar o nosso caminhar com Deus, precisamos nos submeter o nosso caminhar com Deus, precisamos nos submeter à sua palavra e a outros crentes que estão firmemente arraigados na fé. Estes objetivos podem ser melhor concretizados através de um caloroso e cuidadoso corpo de crentes – a igreja local (Atos 20.28; Filipenses 2.15;1 Tessalonicenses 5.11).

 

 

Nossa História

Os Ventos de Reavivamento

A origem das assembléias de Deus no Brasil está no fogo do reavivamento que varreu o mundo por volta de 1900, inicio do século 20, especialmente na América do Norte.

Os participantes desse reavivamento ficaram cheios do Espírito santo da mesma forma que os discípulos e os seguidores de Jesus durante a Festa Judaica do Pentecostes, no inicio da Igreja Primitiva (Atos2).Assim eles foram chamados de “pentecostais”.

Exatamente como os crentes que estavam no Cenáculo em Jerusalém, os precursores do reavivamento do século 20 falaram sobrenaturalmente noutras línguas quando receberam o batismo no Espírito Santo. Outras manifestações sobrenaturais como profecias, interpretação de línguas, conversões e curas também aconteceram (Atos2).

Apesar de existirem informes dispersos dando conta de que ao redor do mundo ocorriam derramamento espirituais, o ressurgimento do derramamento moderno do Espírito Santo geralmente é relacionado a Topeka, Kansas, Estados Unidos, em Janeiro de 1901. Logo os ventos do Espírito Santo seguiram para o sul e chegaram às regiões ocidentais da América Norte. Houston e Los Angeles tornaram-se outras bases do reavivamento nos anos seguintes que, por fim, deram origem, em 1914, às Assembléias de Deus dos estados Unidos da América.
 

Gunnar Vingren e Daniel Berg

Internacionalmente, a mensagem pentecostal se espalhou rapidamente pela Europa, especialmente em Noruega e Suécia, através daqueles que consideravam a si mesmos tocados pelo Espírito para levar a Palavra. Em meio ao clímax  do movimento pentecostal norte-americano, os suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg receberam o batismo no Espírito Santo, em Chicago, e sentiram a chamada para virem ao Pará.
 

A fundação da Assembléia de Deus

Gunnar Vingren e Daniel Berg aportaram no Brasil em 19 de novembro de 1910, na cidade de Belém do Pará. As igrejas existentes – Batista, Presbiteriana, Anglicana e Metodista – ficaram bastante incomodadas com a nova doutrina do missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se mostraram abertos ao ensino pentecostal. A irmã Celina de Albuquerque, na madrugada do dia 8 de junho de 1911 foi a primeira crente a receber o batismo no Espírito Santo o que não demorou a ocorrer também com outros irmãos. O clima ficou tenso naquela comunidade, pois um número cada vez maior de membros curiosos visitava a residência de Berg e Vingren, onde realizavam reuniões de oração.Resultado: eles e mais dezenove irmãos, que saíram da Igreja Batista, convictos e resolvidos a se organizar  fundaram a Missão da Fé apostólica em 18 de Junho de 1911, que mais tarde, em 1918, ficou conhecida como Assembléia de Deus.
A data é comemorada por todo o povo da Assembléia de Deus no Brasil como inicio não só da denominação, mas do movimento pentecostal no  país. Um trabalho que começou pequeno, mas alcançou proporções nunca dantes imaginadas, espalhando-se por todos os Estados brasileiros.

 

Em Que Cremos

A fundação doutrinaria das assembléias de Deus se assenta sobre as doutrinas essenciais reveladas na bíblia Sagrada. Estas doutrinas são sintetizadas no Cremos, para facilitara confissão de fé publica e conservar as doutrinas contra as heresias.

  1. Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Deuteronômio 6.4; Mateus 28.9; Marcos 12.29);

  2. Cremos na inspiração verbal e plenária da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão (2 Timóteo 3.14-17);

  3. Cremos no nascimento virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Isaias 7.14; Romanos 8.34; Atos 1.9);

  4. Cremos na pecaminosidade do homem que o destituiu da gloria de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurar a Deus(romanos 3.23; atos 3.19);

  5. Cremos na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do reino dos céus(João 3.3-8);

  6. Cremos no perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em Nosso favor(Atos 10.43; Romanos 10.13; 3.24-26; hebreus 7.25;5.9);

  7. Cremos no batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez m águas, em nome do Pai, do filho e do Espírito Santo, conforme determinou o senhor Jesus Cristo (Mateus 28.19; Romanos 6.1-6; Colossenses 2.12);

  8. Cremos na necessidades e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo(Hebreus 9.14; 1 Pedro 1.15);

  9. Cremos no batismo Bíblico com o Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidencia inicial de falar em noutras línguas, conforme a sua vontade ( Atos 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7);

  10. Cremos na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Coríntios 12.1-12);

  11. Cremos na segunda vinda premilenial  de Cristo, em duas fases distintas. Primeira invisível ao mundo, para arrebatar a sua igreja fiel da terra, antes da grande tribulação; segunda – visível  e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1Tessalonicesses 4.16,17; 1 Coríntios 15.51-54; Apocalipse 20.4; Zacarias 14.5; Judas 14);

  12. Cremos que todos os cristão comparecerão ante ao tribunal de Cristo, para receber a recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2 Coríntios 5.10);

  13. Cremos no juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Apocalipse 20.11-15); e

  14. Cremos na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis(Mateus 25.46)

  

A Ênfase Pentecostal

A doutrina que distingue as Assembléias de Deus de outras igrejas diz respeito ao batismo no Espírito Santo, como ponto mais alto da característica pentecostal, que  prega os dons espirituais,curas divinas, milagres e a libertação espiritual de vidas. As Assembléias de Deus crêem que o  batismo no Espírito Santo concede aos crentes vários benefícios como estão registrados no novo Testamento. Estes incluem poder para testemunhar e servir aos outros; uma dedicação  à obra de Deus;um amor mais intenso por Cristo, sua Palavra, e pelos perdidos; e o recebimento de dons espirituais. (Atos 1.4,8; 8.15-17).

As Assembléias de Deus crêem que quando o Espírito Santo é derramado, ele enche o crente e este fala em outras línguas como aconteceu com os 120 crentes no Cenáculo, no Dia de Pentecostes, entre lês o apostolo Pedro. Embora esta convicção pentecostal seja distinta, a assembléia de Deus  não a tem como mais importante do que as  outras doutrinas (Atos 2.4).

A Mensagem Central

  Salvação: 

   Para as Assembléias Deus acima da sua distinção pentecostal, está a mensagem da Salvação – uma convicção de que as pessoas podem encontrar perdão para os seus pecados através do sacrifício de Jesus Cristo que, de bom grado, deu sua vida. Por causa do amor de Cristo e seu perdão qualquer pessoa pode ser purificada do pecado e salva do verdadeiro e iminente Inferno que aguarda os não-crentes. Ao aceitar Jesus como seu Salvador e colocando-o em primeiro lugar em suas vidas, as pessoas garantem um lar eterno com Deus no céu . cremos que esta é a mensagem central do cristianismo e o tema-chave para o homem moderno(Tito 2.11; Romanos 10.9,10; João 3.3,5).

  

Nossa Identificação Com Os Demais Evangélicos

Protestantes:

 A Assembléia de Deus é uma comunidade protestante, segundo os princípios da reforma Protestante pregada por Martinho Lutero, no século 16, contra a Igreja Católica Cremos que qualquer pessoa pode se dirigir diretamente a Deus confiante na morte de Jesus na cruz. Este é um relacionamento pessoal e significativo com Jesus. Embora sejamos menos formais em nossa adoração a Deus do que muitas denominações protestantes, a Assembléia de Deus se identifica com elas na fundação bíblica-doutrinária, com exceção da doutrina pentecostal (Hebreus 4.14-16; Efésios 2.18).

 

Trindade

Como a maioria dos grupos cristão evangélicos, as Assembléias de Deus crêem e ensinam que o Pai (Deus), o Filho(Jesus), e o Espírito Santo formam a Trindade, ou seja,a União de três Pessoas distintas em uma só Divindade, e não em uma só Pessoa, pois a unidade de Deus é composta e não absoluta, e isso em nada contradiz o principio judaico-cristão do monoteísmo. Cremos que todos os três vive4m e trabalham unidos. 

Também, cremos que o Deus em Três pessoas é o único e verdadeiro Deus (Mateus 28.9; Lucas 3.22; 2 Coríntios 13.14).

 

A Queda do Homem

  Cremos que todas as pessoas tem diante de si o problema do pecado porque o primeiro homem (Adão) deliberadamente desobedeceu a Deus. Como resultado da queda de Adão, todas as pessoas nascem na condição pecaminosa. E, da mesma forma que os filhos são protegidos pela graça dos seus pais até que alcancem a idade de responsabilidade, todos precisam da Salvação proporcionada unicamente através da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Somente recebendo seu perdão e aceitando-o como Senhor , as pessoas podem ser perdoadas dos seus pecado (Gênesis 1.26, 27; 2.17, 3.6; Romanos 5.12-19).

 

Nosso Padrão

 A Bíblia: Bússola da Vida

Cremos que a Bíblia é o  padrão de regra de fé para todos os crentes e é a mensagem de Deus para a humanidade. Cremos que suas palavras inspiradas são eternas, proporcionando um guia para todas as culturas e gerações. Nós, alem disso cremos que a Bíblia é infalível (não contem erros)e verdadeira, padrão santo para medir a fé e a conduta dos crentes.

 

Compreendendo a Bíblia

 Interpretamos a Palavra de Deus (a Bíblia) literalmente, aceitando suas verdades como foram registradas pelos seus escritores divinamente inspirados. Desta perspectiva, cremos que Deus realizou todos os milagres e obras sobrenaturais como estão registradas na bíblia. Por exemplo,cremos na criação do Universo e do homem como esta escrito em gênesis. Cremos , também, no dilúvio e na arca, na multiplicação dos pães e peixes, na travessia do Mar Vermelho, nos muitos Juízos divinos por causa de pecados (Sodoma e Gomorra), e que os  milagres da bíblia acontecem também em nossos dias. Alem disso, cremos nos eventos previstos no ultimo livro, o Apocalipse, e que vão ter seu cumprimento no futuro próximo.

 

Nossas Características de Oração

Oração Coletiva:

 A oração tem grande importância na vida dos crentes das assembléias de Deus. Durante os cultos, há momentos em que todos os crentes oram em conjunto. Essas orações envolvem súplicas, intercessão,adoração e ação de graças. Todos os crentes, sob um clima de liberdade espiritual, podem orar em voz alta, enquanto alguém no púlpito lidera a oração (salmo 30.4; 96.1-9; Efésios 5.19,20).

Culto de Oração:

Há igrejas das Assembléias de Deus que dedicam uma noite por semana para oração. Nesse culto os crentes passam um tempo,  ajoelhados, buscando a presença de Deus para suas vidas.

 

Círculo  de Oração: 

Umas das Atividades mais populares das Assembléias de Deus em todo o pais são os círculos de Oração dirigidos por mulheres. Uma vez por semana, durante o dia, as irmãs de cada igreja se reúnem para orar e interceder por dezenas de pedidos de oração  que lhes são feitos.

 

Vigília de Oração:

As Assembléias de Deus, em geral, realizam vigília de oração durante uma madrugada,d e sexta-feira para sábado ou de sábado para domingo. Na maioria dos lugares, os crentes passam períodos de oração a partir das 23 horas da noite até as 6 horas da manhã.

 Vida Consagrada: Oração e Jejum 

Apesar de todas essas oportunidades de oração no templo, cada crente da Assembléia de Deus é conscientizado de que precisa ter períodos de oração e jejum nos eu dia a dia, buscando uma vida consagrada a Deus.

 

 Nossos Cultos:

As Assembléias de Deus, em geral realizam dois tipos de cultos noturnos principais por semana: cultos de doutrina (na maioria dos lugares às terças-feiras) e cultos públicos (na maioria dos lugares acontecem às quintas-feiras e aos domingos). Os cultos têm características gerais, na maioria dos lugares, como as descritas abaixo:

 

Louvor e Adoração:

Nossos cultos públicos normalmente são iniciados com louvor entoados a Deus usando harpa Cristã, da CPAD em seguida, é feita a leitura bíblica e oração  coletiva. Normalmente, corais, conjuntos, cantores e outros grupos musicais t6em a oportunidade para louvar a Deus  (1 Crônicas 15.16;2 2 Cônicas 5.13).

 

Oração Intercessória

Nos cultos as necessidades dos crentes são apresentadas a Deus em oração e todos  os crentes podem juntos interceder uns pelos outros. Os doentes são ungidos com óleo (azeite) em orações de obreiros da igreja nessa hora ou num momento especifico(Tiago 5.14-16).

Contribuições:

Nos cultos são recolhidas dos crentes contribuições financeiras doadas voluntariamente em dízimos e ofertas para a manutenção dos trabalhos da igreja, pois as Assembléias de Deus não recebem dinheiro do governo nem de instituições estrangeiras para s manterem. Cada crente é conscientizado a colocar em prática  a doutrina bíblica dos dízimos e ofertas( Malaquias 3.10; e Coríntios 8.1-12).

A Mensagem:

Normalmente após a oração vem a mensagem do pastor fundamentada na Bíblia Sagrada. A pregação na Assembléia de Deus pode ser descrita como dinâmica enquanto ao Espírito Santo é dado liberdade para atuar nos corações dos ouvintes. Assim, a liberdade do Espírito dá o tom espiritual do culto (Mateus 10.7; Marcos 16.15; Atos 10.42).

 Hora do Apelo:

Depois da mensagem, o pregador ou o dirigente do culto fazem o convite aos não-crentes para aceitarem a Cristo como salvador e Senhor de suas vidas (Atos 2.37-41; Romanos 10.9).

 Reuniões especiais:

Em datas preestabelecidas acontecem nas igrejas locais eventos tais como confraternizações ou congressos de jovens, adolescentes e de senhoras, escolas bíblicas para obreiros, escola bíblica de férias para crianças, cruzadas ou campanhas evangelísticas e cultos em ação de graças.

Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu. E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, não deixando a nossa congregação como é costume de alguns...”

(Hebreus 10.23-25)

 

Nossa Estrutura e Liderança Local

Em cada cidade há campos ou ministérios, que, em geral, são formados por uma igreja seda e congregações. O pastor de um campo ou ministério, ou de apenas uma igreja, ocupa igualmente a liderança pastoral e a presidência administrativa.

Os obreiros das Assembléias de Deus são os pastores, os evangelistas, os presbíteros, os diáconos e os auxiliares de trabalho(cooperadores). Além disso, há os missionários e missionárias e os pregadores itinerantes.

Em cada igreja Assembléia de Deus autônoma há uma diretoria administrativa e estatutária, e o Ministério ou o Presbitério.

Varias atividades da igreja são dirigidas por departamentos, os quais, em geral, são: juventude, senhoras, missões, evangelismo, escola dominical, musical, infantil, adolescente e visitação.

 

Nossos Templos

A maioria das igrejas Assembléias de Deus se reúnem em templos simples e de tamanho pequeno, sem quaisquer imagens ou adornos, relicários, janelas com vitrais de artistas famosos e nem imagens de escultura. A maioria dos templos possui batistério, púlpito, sala pastoral, sala de secretaria e sala de tesouraria.

Contudo, o crescimento ocorrido em décadas recentes estimulou muitas igrejas a edificarem templos para acomodar confortavelmente milhares de crentes.

  

Nossas Duas Ordenanças

As Assembléias de Deus observam duas ordenanças – Ceia do Senhor  e o batismo em águas. Estas são praticas que Cristo mesmo ensinou aos seus discípulos.

A Ceia é, normalmente, celebrada todo mês em cada igreja. Esta observância da Ceia do Senhor é aberta a todos  que tem aceito a Cristo como Salvador, tanto para membros quanto aos crentes visitantes. É um momento para relembrar o sacrifício  de Cristo na cruz. Aos participantes são dados pão para significar o corpo do Senhor partido e o cálice (suco de uva) como símbolo de seu sangue derramado. Para os crentes é hora de renovar compromisso com Deus e de dedicação  ao serviço  da igreja (1 Coríntios 11.24-26).

 

O BATISMO EM ÁGUA

É o outro ato simbólico ordenado por Cristo aos novos crentes. Ele seguinte a salvação. Nas Assembléias de Deus os novos crentes são batizados por imersão em água. Esta pratica é um  testemunho público para o mundo significando a morte da natureza pecaminosa e o novo nascimento em Jesus Cristo. É um importante evento na vida do crente, confirmando o poder transformador de Jesus Cristo (Mateus 28.19; Marcos 16.16;Atos 10.47, 48; Romanos 6.4).                

 

Nossa Escola Dominical

 Nas Assembléias de Deus as manhãs de domingo são  normalmente ocupadas pelo estudo sistemático da Palavra de Deus em classes para crianças, adolescentes, jovens, adultos e novos convertidos, utilizando-se Lições Bíblicas publicadas a cada três meses pela Casa Publicadora das assembléias de Deus (CPAD). A Escola Dominical oferece aos crentes a oportunidades para amadurecer espiritualmente, compartilhar experiências e necessidades, e
praticar a comunhão uns com os outros.  

Nossa Organização Nacional

 

As igrejas assembléias de Deus atuam em cada lugar sem estarem ligadas administrativamente à uma instituição nacional, ou seja, não temos uma igreja-sede nacional. A ligação nacional entre as igrejas é feita através dos seus pastores que são filiados à Convenção  geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), com sede no Rio de Janeiro.

Em cada Estado os pastores estão ligados à convenções regionais ou a ministérios. Essas convenções, em geral, credenciam evangelistas e pastores, cuidam de assuntos da liderança e de direção das igrejas. Essas convenções operam um tipo de liderança regional entre a igreja local e a Convenção Geral.

A CGADB é dirigida por uma Mesa diretora, eleita numa Assembléia Geral, que se reúne ordinariamente em uma cidade do país. Para varias áreas de atividades da Assembléia de Deus a CGADB tem um conselho ou uma comissão. Desta forma,existem o Conselho Administrativo da CPAD, o Conselho de Educação e cultura Religiosa, o Conselho de doutrinas, o Conselho Fiscal, o conselho de Missões  (SENAMI), e a Escola de Missões das Assembléias de Deus (EMAD).

 

Nossa Literatura:

A Casa Publicadora da Assembléias de Deus (CPAD), fundada em 1940, com sede no Rio de Janeiro, é a editora que serve às igrejas em todo o país com os  seguintes  matéria:  lições   bíblicas   da   Escola   Dominical   para   crianças, adolescentes, jovens, adultos e novos convertidos; jornais e revistas(MENSAGEIROS DA PAZ, PENTECOSTES E OBREIROS- Liderança pentecostal); livros; bíblias (seu lançamento recente é a bíblia de Estudo Pentecostal); a Harpa Cristã; e  o   CAPED   (Curso de Aperfeiçoamento de Professores da Escola Dominical).

 

A escolha é sua

Nossa oração nas Assembléias de Deus é que sejamos usados por Deus para ajudar os perdidos e propiciar um ambiente onde o Espírito Santo possa realizar sua obra especial na vida dos que crêem.

Se você ainda não pertence a uma igreja, queremos lhe convidar a adorar a Deus  em Espírito e em verdade, numa de nossa igrejas (João 4.24).  

Fonte: folhetos as Assembléias de Deus Casa Publicadora da Assembléia de Deus  CPAD

Monday the 23rd. cemaderon. Hostgator coupon